Falando com seu parceiro sobre preservativos

This guide in English Esta guía en Español
Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

male condomTer uma conversa sobre como prevenir uma doença sexualmente transmissível e uma gravidez indesejada deve vir antes do sexo, mas às vezes isso não é discutido porque um ou ambos os parceiros sente-se envergonhados em levantar essa questão. Entretanto, se você estiver pensando em ter relações sexuais (ou já estiver tendo) com um parceiro masculino, você deve poder conversar com ele sobre qualquer coisa.

Meu parceiro acha que eu não confio nele porque eu quero usar preservativo. O que eu posso dizer a ele?

Você pode assegurar ao seu parceiro de que não é porque você não confia nele, mas que você iria se sentir mais segura e menos estressada se você usasse preservativo toda vez que tiver relação sexual. Você pode dizer a ele que seu médico quer que você proteja seu colo do útero contra o HPV, herpes e outras DSTs. Além da proteção contra DSTs, os preservativos também podem prevenir contra uma gestação não planejada. Mesmo que você use outras formas de contracepção, é melhor usar dois métodos para evitar uma gestação. Você pode conversar sobre o quanto você não que ficar grávida e que prefere não se estressar sobre a possibilidade de ficar grávida após ter relação sexual ou quando sua menstruação estiver atrasada.

Meu parceiro diz que nós não precisamos usar preservativos porque eu tomo pílula.

Se você estiver usando pílula, você pode falar ao seu parceiro que embora ela seja 97-99% efetiva, a pílula não é 100% efetiva e você não quer ser os 1-3% que ficam grávidas enquanto usam pílulas.

E se eu me sentir desconfortável enquanto eu estiver falando sobre o uso de preservativos?

Falar sobre preservativos pode parecer um pouco desconfortável no início, especialmente se você não sabe como o seu parceiro irá reagir. Entretanto, relacionamentos saudáveis são baseados em confiança e comunicação, para que você se sinta confortável em dizer como se sente.

Ter uma conversa cara a cara sobre o uso de preservativo não deve ser uma coisa difícil, mas se você acha que será mais fácil conversar pelo telefone ou mensagem de texto, faça isso então. Qualquer tipo de comunicação é melhor do que nenhuma.

E se eu tiver medo da reação do meu parceiro quando eu disser que eu quero usar preservativo?

Em relacionamentos saudáveis, quando o casal tem problemas, ele os discutem e trabalham juntos para encontrar uma solução. Se você tem medo de como o seu parceiro irá reagir, isso pode ser um sinal de que você não esteja em um relacionamento saudável.

E se eu já souber que meu parceiro não quer usar preservativos?

Relacionamentos envolvem duas pessoas, então por que o seu parceiro deve tomar a decisão sozinho em relação ao uso do preservativo? Mesmo que você já saiba que o seu parceiro não queira usar preservativo, vocês devem conversar sobre isso. Seja honesta e exponha suas preocupações e razões pelas quais você quer usar o preservativo. Você também pode dizer: “Sem capuz, sem amor.”

Quais são meus contra-argumentos para as desculpas do meu parceiro?

  • Se ele disser: “Se você me ama, você me deixará fazer sexo com você sem camisinha.”
  • Você pode: Deixar claro para ele que essa não é uma razão válida. Por exemplo, você pode usar a mesma frase e dizer “Se você me ama, usaria camisinha”, mas você não usou. Você apresentou razões válidas e maduras sobre a sua saúde e bem estar.
  • Se ele disser: “Parar para colocar a camisinha vai quebrar o clima”
  • Você pode: Dizer a ele que isso não precisa ser verdade. Se você manter o preservativo perto e/ou inventar um jeito divertido de colocá-lo, isso poderá ainda adicionar ao clima ao invés de quebrá-lo.
  • Se ele disser: “Meu pênis é muito grande para os preservativos” (alguns meninos dizem isso, mas não é verdade.)
  • Você pode: Diga a ele que os preservativos se alongam para acomodar diferentes tamanhos. Se ele estiver colocando o preservativo de maneira adequada e ainda ficar apertado, existem marcas de preservativo que vendem extra grande. Você pode até se oferecer para comprar um pacote para ele.

E se meu parceiro ainda disser não aos preservativos?

Se o seu parceiro ainda disser não aos preservativos mesmo você deixando claro que isso é muito importante para você, você tem uma importante decisão a fazer. Pergunte a você mesma se está disposta a comprar os riscos que o sexo desprotegido envolve, e pense bastante sobre se você realmente quer alguém que não respeita o que é realmente importante para você.

Falar com o seu parceiro sobre o uso de preservativos pode ser estranho no início, mas é um assunto muito importante para que essa conversa não exista. Tente ao máximo se desfazer dessa ansiedade e converse com seu parceiro, porque ambos precisam se proteger contra doenças sexualmente transmissíveis. Se seu parceiro realmente se importar com você, ele não terá problemas em concordar em usar preservativo toda vez que vocês mantiverem relação sexual.